LITERAR – Grupo de Estudos em Direito e Literatura
  • O Literar chega a sua 10ª edição

    Publicado em 14/02/2024 às 19:29

    O Literar chega a sua 10ª edição no primeiro semestre de 2024.

    As obras literárias escolhidas falam do racismo e da desigualdade social.
    Vamos mergulhar em histórias que tratam da realidade racial brasileira, marcada pelo racismo estrutural e pela discriminação, contadas por quem sabe o que é viver como negra e negro no Brasil.
    Conheça os livros desta edição especial:

    O avesso da pele, de Jeferson Tenório: aborda a tragédia da população negra marginalizada, vítima da violência policial. Ambientado na periferia de Porto Alegre, a obra mostra a busca por identidade entre personagens que poderiam ser encontrados em qualquer cidade brasileira. A partir de diferentes perspectivas, apresenta os desafios enfrentados em meio a um ambiente hostil e carente de oportunidades.

    Canção para ninar menino grande, de Conceição Evaristo: em uma narrativa tocante, Evaristo reflete sobre raça, masculinidade e exclusão social. Através da história de Fio Jasmim, contada por uma narradora, Evaristo reverbera profundamente sobre a realidade das mulheres negras, suas dores e lutas.

    Os encontros continuarão ocorrendo de forma híbrida, na UFSC e através do Google Meet.

    Confira o cronograma:

    Dia 26/03, terça-feira (17h): Encontro sobre o livro O avesso da pele;

    Dia 30/04, terça-feira (17h): Debate do livro Canção para ninar menino grande;

    Dia 28/05, terça-feira (18h): Palestra de encerramento, com o professor Dr. José Antônio Spencer Hartmann Júnior, da Universidade de Pernambuco (UPE).

    No Literar buscamos, pelas lentes da literatura, despertar olhares e afetar os sujeitos para inúmeros sentimentos que reverbera as vivências humanas, também permeadas pelo jurídico. Essa construção só tem sentido se for coletiva. Participe conosco, traga o seu olhar.

    As inscrições podem ser feitas clicando aqui,  até o dia 26/03😉.

    Os links dos encontros serão encaminhados diretamente aos e-mails dos participantes.

     

     


  • Inscrições abertas para a 9ª edição

    Publicado em 18/07/2023 às 20:58

    A 9ª edição do Literar já está com inscrições abertas, até o dia 20 de setembro.

    Neste semestre serão estudadas obras literárias que falam sobre mulheres e que foram escritas também por elas, em uma interseção entre literatura, direito e psicanálise. São narrativas fortes, líricas e originais sobre realidades vividas em diferentes contextos:

    Um amor incômodo – Neste romance a italiana Elena Ferrante aborda a violência de gênero, as relações intergeracionais de mulheres e aquilo que têm em comum de forma tocante e perturbadora.

    Orlando – Virginia Woolf conta de forma épica e original como personagem título, que é homem, sem maiores explicações se torna mulher, experimentando não apenas a transformação física, mas suas implicações dessa mudança em diversos períodos históricos, ao longo de três séculos.

    Os encontros ocorrerão de forma híbrida, presencialmente na UFSC e online através do Google Meet, em duas ocasiões:

    28/09 – 17h às 18h30 – Discussão do livro Um amor incômodo, de Elena Ferrante.

    16/11 – 17h às 18h30 – Debate sobre Orlando, de Virginia Woolf.

    No dia 30 de novembro ocorrerá evento de encerramento, em local e horário divulgados posteriormente.

    As inscrições podem ser feitas através do link:

    Inscrições Literar UFSC

     

     

     


  • Projeto Reflexões Literárias

    Publicado em 27/11/2022 às 22:10

    REFLEXÕES LITERÁRIAS é um projeto para professores, profissionais e estudantes de Direito falarem de obras literárias que impactaram sua vida, em especial na sua percepção sobre o Direito. A ideia é fomentarmos reflexões sobre o Direito a partir de dilemas éticos, morais, filosóficos que ajudem a pensar questões jurídicas. Queremos incentivar os/as estudantes a lerem literatura e, assim, expandirem sua percepção do Direito.

    Formato?

    Você pode produzir uma proposta de Reflexão Literária em VÍDEO ou TEXTO.

    TEXTO: você escreve sobre o livro – nesse caso, como o texto vai para o Instagram, deve ter até 2mil caracteres.

    Se você for gravar o seu próprio vídeo: o celular deve estar no horizontal e procure um local com boa iluminação.

    Na sua fala para a gravação, deixe um pequeno espaço de tempo entre um tema e outro para que possa facilitar a edição.

    Pensamos no seguinte roteiro (perguntas orientadoras, mas com espaço para espontaneidade e livre manifestação sobre o livro, fique a vontade para falar mais).

    1) Qual livro você escolheria para indicar a um estudante de Direito?

    2) Por que você escolheu esse livro? (Esse livro se relaciona com alguma área do Direito em específico, com algum tema sensível do Direito, com algum caso com o qual você se deparou, ele desperta sentimentos ou uma visão nova no direito?).

    3) Faça uma pequena síntese do livro que ajude o/a estudante a se interessarem pela leitura. Fale sobre o/a autor/a do livro: quem é, qual a história dele/a?

    VÍDEO: deve ter no máximo 10min.

    Data e modo de envio:

    O material deve ser enviado por email (pode ser por compartilhamento no drive): até o dia 11 de dezembro (para os participantes do Literar no semestre de 2022-2) e 31 de janeiro de 2023 (para a comunidade em geral).

    E-mail: <literar.ufsc@gmail.com>

    Aguardamos a contribuição de vocês.

    Para aqueles que estão participando do Literar no semestre de 2022-2, lembramos que o envio do vídeo ou texto é fundamental para a obtenção do certificado final de participação.


  • UFSC antirracista e antinazista

    Publicado em 22/11/2022 às 21:42

    ✊🏾“UFSC Antirracista e Antinazista”

    A Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) segue promovendo ampla visibilidade às ações de combate ao racismo e ao nazismo na instituição. Ao passo que promove o debate acadêmico, a UFSC se posiciona claramente antirracista e antinazista, estimula a participação de toda a comunidade universitária e lança uma campanha institucional de conscientização sobre o tema.

    📣 O objetivo é divulgar os canais institucionais para denúncias e dar visibilidade ao fluxo de averiguação e decisão, em especial a Ouvidoria da UFSC, órgão responsável por receber as denúncias de qualquer espécie.

    ➡️ Para se comunicar com a Ouvidoria ou fazer uma denúncia: www.ouvidoria.ufsc.br
    ➕ Acompanhe também: novembronegro.ufsc.br

    🚨 Não tolere o racismo e o nazismo na Universidade. Denuncie!


  • ATENÇÃO!!!

    Publicado em 05/09/2022 às 22:07

    Tivemos uma alteração nas datas dos encontros da 8ª edição, que agora serão aos sábados às 10h. Caso esteja chovendo no dia, nos encontraremos de forma remota, se não, será híbrido e nos encontraremos presencialmente na UFSC.

    E reforçamos o convite para quem quiser construir esse espaço conosco. Estamos com inscrições abertas para novos participantes. Para se inscrever clique aqui.
    Segue cronograma atualizado:

    2º Semestre de 2022 – 8ª edição

    25/08 a 09/09 – inscrições de novos participantes através do link: Formulário de inscrições 8ª edição

    12/09 – divulgação dos novos participantes selecionados

    01/10 – 10h – Encontro sobre o livro: “Ensaio sobre a Lucidez” de José Saramago

    29/10 – 10h – ATENÇÃO, NOVA DATA:  12/11, 10h – Encontro sobre o livro: “Os Bruzundangas” de Lima Barreto

    26/11 – 10h – ATENÇÃO, NOVA DATA:  03/12, 10h – Debate complementar sobre os dois livros do semestre – bibliografia complementar será indicada posteriormente (ATIVIDADE CANCELADA)


  • Certificados

    Publicado em 07/06/2022 às 08:56
    A participação nas atividades do Literar confere certificados para as.os participantes com mais de 75% de presença.
    Os.as palestrantes também recebem certificados.
    Estes certificados são emitidos pela UFSC por meio do sistema de emissão de certificados, caso você não seja estudante ou servidor da UFSC, precisa fazer um cadastro no sistema  para receber o seu certificado.
    • Link para acessar os certificados e também para realizar o cadastrohttps://certificados.ufsc.br/
    • Para fazer o seu cadastro clique em “Acessar” e depois em “cadastrar-se” (ao lado de entrar).

  • Literar – 7ª e 8ª edição – 2022

    Publicado em 02/05/2022 às 15:16

    Publicamos o calendário das atividades do Literar de 2022 em que trabalharemos com realista, de literatura de língua portuguesa.

    1º Semestre de 2022 – 7ª edição

    13/05 – Data final de recebimento de novas inscrições, no link: Formulário de inscrições 7ª edição

    26/05 – 17h – Encontro sobre o livro: “Torto Arado” de Itamar Vieira Jr.

    30/06 – 17h – Encontro sobre o livro: “Quarto de despejo” de Carolina Maria de Jesus

    14/07 – 17h – Debate complementar sobre os dois livros do semestre – bibliografia complementar será indicada posteriormente

    2º Semestre de 2022 – 8ª edição

    25/08 a 09/09 – inscrições de novos participantes através do link: Formulário de inscrições 8ª edição

    12/09 – divulgação dos novos participantes selecionados

    01/10 – 10h – Encontro sobre o livro: “Ensaio sobre a Lucidez” de José Saramago

    29/10 – 10h – ATENÇÃO, NOVA DATA:  12/11, 10h – Encontro sobre o livro: “Os Bruzundangas” de Lima Barreto

    26/11 – 10h – Debate complementar sobre os dois livros do semestre – bibliografia complementar será indicada posteriormente

    Os encontros da 8ª edição serão aos sábados, 10h, de forma híbrida (presencial e online).


  • LITERAR 2022

    Publicado em 23/03/2022 às 10:41

    Após o trabalho com a literatura distópica e a realização dos grupos de metodologia, o LITERAR entra em nova fase, em que pretendemos nos aprofundar na literatura realista como meio de formação dos juristas, pois segundo Martha Nussabaum (1997), entre as grandes contribuições deste tipo de literatura estão a capacidade de: 1) promover a imaginação e a empatia: a literatura permite desenvolver o exercício imaginativo de se colocar dentro da narrativa, dentro da história de outra pessoa (ficcional / real); 2) incitar a busca pela realização da igualdade.

    Em 2022 propusemos uma votação em nosso Instagram  entre sete obras de escritores e escritoras brasileiro(a)s ou de língua portuguesa. Após a divulgação, em nossas redes sociais, das resenhas elaboradas pelos estudantes do LITERAR, fizemos uma votação online em que foram escolhidas quatro obras:

    “Torto Arado” de Itamar Vieira Jr. – Maio de 2022

    “Quarto de despejo” de Carolina Maria de Jesus – Julho de 2022

    “Ensaio sobre a Lucidez” de José Saramago – Setembro de 2022

    “Os Bruzundangas” de Lima Barreto – Novembro de 2022

    Elas serão lidas e debatidas ao longo do ano: logo postaremos mais informações. Acompanhe por nossas redes sociais e pelo site!


  • Literar | 6ª Edição – Grupo de Metodologia

    Publicado em 31/01/2022 às 13:34

    Grupo de Metodologia

    O grupo metodologia do Literar convida a comunidade acadêmica para participar das atividades de sua  6ª edição, cuja temática será “Legal Storytelling“.

    O storytelling é uma ferramenta utilizada amplamente em áreas como comunicação e marketing. Trata-se da arte de contar histórias, em que se busca uma conexão entre comunicador e público-alvo.  Em outras palavras, é  uma forma de comunicação em que o narrador expõe um fato, utilizando um enredo envolvente e, através dele, estabelece uma conexão com seu ouvinte, a qual  lhe causa um efeito. O storytelling envolve a habilidade à ficcionalização de histórias através da escrita ou oratória criativa.

    Já o Direito é uma ciência que pode ser traduzida, hoje, pela conjunção dos elementos fáticos, dos valores e das normas, multiplicados pela interpretação de todos esses fatores a partir de uma visão holística (disciplinar, interdisciplinar, multidisciplinar e transdisciplinar), sistemática e teleológica. Todo processo judicial pressupõe a apresentação de uma petição inicial, na qual a parte autora expõe os fatos que servem de embasamento para uma pretensão resistida pela parte contrária.  No processo, não basta apenas o relato frio dos acontecimentos, mas o desenvolvimento de narrativas que permitam a perfeita subsunção dos fatos ao texto das normas, assim como a vinculação emocional e afetiva do intérprete, que precisa ser convencido e persuadido. O convencimento acontece por meio da descrição dos fatos e por intermédio da apresentação de suas provas. A persuasão, contudo, somente ocorre com a descrição emocional, artística (subjetiva) e vinculante da história dos fatos, que pode ser feita por meio das técnicas de storytelling.

    Contaremos com encontros de discussão e com uma Oficina de Storytelling  ministrada pela professora Profa. Lívia Sudare (UFBA).

    Onde: Plataforma google-meet (link a ser enviado aos participantes).

    Quando: reunião inicial será no dia  22/02 – Oficina com a Profa. Lívia Sudare (UFBA) e nas quintas-feiras seguintes, nos dias 10/03 e 24/03, sempre das 17h até, aproximadamente, 18h30min.

    Link de inscrição: https://forms.gle/mw39bCbSTKzgD7xj6

    Programação e bibliografia base:

    22/02 – ADIADA PARA 03/03 (quinta-feira) – 17h Oficina com a Profa Lívia Sudare de Oliveira

    Oficina sobre “storytelling” será conduzida pela Professora da Universidade Federal da Bahia (UFBA) @liviasudare Atriz, Dra. e Pesquisadora em Artes Cênicas, Professora, roteirista e advogada. Mais informações sobre a convidada: http://lattes.cnpq.br/5032876738236851

    10/03 – Storytelling e Direito: o lugar do subalterno

    MOREIRA, Adilson José. Hermenêutica Jurídica e Narrativas Pessoais (Cap.2). Interpretando o Direito como um subalterno (Cap. 3). In: Pensando Como um Negro: Ensaio de Hermenêutica Jurídica. São Paulo: Editora Contracorrente, 2019.

    Complementar: MOREIRA, Adilson José. PENSANDO COMO UM NEGRO: ENSAIO DE HERMENÊUTICA JURÍDICA. Revista de Direito Brasileira, [S.l.], v. 18, n. 7, p. 393-420, dez. 2017. Disponível em: https://www.indexlaw.org/index.php/rdb/article/view/3182

    24/03 – Legal Storytelling

    LEVIT, Nancy. Legal Storytelling: The Theory and the Practice – Reflective Writing Across the Curriculum. Journal of the Legal Writing Institute, v. 15, p. 259-283, maio 2009. Disponível em: https://papers.ssrn.com/sol3/papers.cfm?abstract_id=1144797 Acesso em 28 jan. 2022.


  • Literar | 6ª Edição

    Publicado em 05/10/2021 às 12:24

    Com alegria divulgamos o cronograma do Grupo de Leitura para o semestre 2021.2.
    Já com relação ao Grupo de Metodologia em Direito e Literatura, a temática ainda será definida: as atividades deste grupo serão realizadas no início de 2022.

    Grupo de Leitura: “Floresta é o nome do mundo” e “Os despossuídos” de Ursula Kroeber Le Guin

     

    Neste semestre trabalharemos com duas obras da escritora estadunidense Ursula K. Le Guin: “Floresta é o nome do Mundo” e “Os despossuídos”.

    No ano de 2021, o LITERAR escolheu como temática de interlocução entre o Direito e a Literatura as distopias e utopias que problematizam a relação do homem com a natureza, em especial as catástrofes climáticas (Ignácio de Loyola Brandão – Não Verás País Nenhum) e o feminismo (Charlotte Perkins Guilman – Terra das Mulheres). São temáticas profundamente políticas que projetam reflexões sobre como organizamos nossa vida em coletividade, nossa relação com a natureza e entre os gêneros. Com a leitura das obras de Ursula K. Le Guin uniremos as temáticas na reflexão sobre o ecofeminismo e a era do antropoceno.

    Le Guin é uma escritora de ficção científica que enfrentou as dificuldades de ser mulher no meio literário e escrever uma obra considerada “ficção popular”. Apesar disso, consagrou-se nos últimos anos. Filha do antropólogo Alfred Louis Kroeber, ela incorpora a influência do pai em suas obras: o relativismo antropológico. A compreensão de que a cultura humana é algo transmitido, não biologicamente, mas que precisa ser ensinado e aprendido. Não há universalidade na cultura e o estranhamento depende da perspectiva do observador.

    Nesse sentido, em “Floresta é o nome do mundo” veremos mundos completamente distintos se confrontando por meio da colonização de habitantes de um planeta por outro, em que uma cultura pacífica quase é submetida por uma cultura de guerra e vingança. Já em “Os despossuídos” os modos de organização política de cada sociedade são problematizados, capitalismo, comunismo e anarquismo.

     

    CRONOGRAMA

    1ª Encontro – Introdução à Ursula Kroeber Le Guin  [04/11]

    Leitura Obrigatória:

    1. LE GUIN, Ursula K. The Carrier Bag Theory of Fiction (1986) – Tradução do texto: p. 58- 63 da edição de abril/2021 da revista Presente: https://presentepresente.com/ /  https://files.cargocollective.com/c1069036/presente_2021abril_PT.pdf 
    2. SAVI, Melina Pereira. Looking to Ursula K. Le Guin’s The Word For World Is Forest to find ways to respond to the Dilemmas of the Anthropocene. Ilha do Desterro, v. 74, nº 1, p. 533-551, Florianópolis, jan/abr 2021.
    3. SCHER, Philip W. A educação de Ursula Le Guin. Jornal Nexo, 11 fev. 2018. Tradução de Camilo Rocha. Disponível em: https://www.nexojornal.com.br/externo/2018/02/11/A-educa%C3%A7%C3%A3o-de-Ursula-Le-Guin. Acesso em: 05 out. 2021. 

    Leitura Complementar:

    1. LOPES, Reinaldo José. Sonhos de sangue na mata. Quatro cinco um, 01 nov. 2020. Disponível em: https://www.quatrocincoum.com.br/br/resenhas/divulgacao-cientifica/sonhos-de-sangue-na-mata. Acesso em: 05 out. 2021. 
    2. STREITFELD, David. Ursula K. Le Guin, o cânone da literatura e a ficção científica. Ilustríssima, Folha de S. Paulo, 23 nov. 2017. Tradução de Clara Allain. Disponível em: https://www1.folha.uol.com.br/ilustrissima/2017/11/1937187-ursula-k-le-guin-o-canone-da-literatura-e-a-ficcao-cientifica.shtml. Acesso em: 05 out. 2021.
    3. GABRIEL, Alice. Terras de homem nenhum: fabulações, lesbiandade e separatismos. Revista Ártemis, [S. l.], v. 29, n. 1, p. 107–121, 2020. DOI: 10.22478/ufpb.1807-8214.2020v29n1.52454. Disponível em: https://periodicos.ufpb.br/index.php/artemis/article/view/52454. Acesso em: 5 out. 2021.
    4. PALMA, Ana da. Ler e Reler Úrsula Kroeber Le Guin. In: A Ideia: revista de cultura literária, II série – ano XLIV – vol. XXI – n.ºs 84/85/86 – Outono de 2018, p. 92-93.
    5. LIMA, Maria Antónia. A Imaginação Ética de Ursula Le Guin. In: A Ideia: revista de cultura literária, II série – ano XLIV – vol. XXI – n.ºs 84/85/86 – Outono de 2018, p. 94-96.

    2º Encontro – Livro “Floresta é o nome do mundo” [18/11]

    Leitura Obrigatória:

    LE GUIN, Ursula K. Floresta É o Nome do Mundo. São Paulo: Morro Branco, 2020. (primeira parte – até cap. 4)

    3º Encontro – Livro “Floresta é o nome do mundo” [02/12]

    Leitura Obrigatória:

    LE GUIN, Ursula K. Floresta É o Nome do Mundo. São Paulo: Morro Branco, 2020. (segunda parte – cap. 5 a 8)

    4º Encontro – Livro “Os despossuídos[03/02/2022] ATENÇÃO – ALTERAÇÃO DE DATA: 10/02/2022

    Leitura Obrigatória:

    LE GUIN, Ursula K. Os despossuídos. São Paulo: Aleph, 2019.

    5º Encontro – [BÔNUS] – 17/02/2022 – Encontro com a Professora e Pesquisadora Melina Pereira Savi que escreveu sua tese de Doutorado sobre a obra de Ursula K. Le Guin

    A tese de Melina defendida em 2018, tem como título: “Ursula K. Le Guin and the Anthropocene: Otherworldly Literature for Nonhuman Times

    Ela possui doutorado em Literatura e Estudos Culturais pela UFSC (2018), onde foi orientada por Claudia Junqueira de Lima Costa. Possui mestrado em Teoria e Crítica Literária e Cultural (UFSC, 2009) e graduação em Língua e Literaturas de Língua Inglesa (UFSC, 2005), com graduação sanduíche em Estudos de Cinema na New York University (2004, bolsa CAPES-FIPSE). Melina tem artigos publicados na área de ecocrítica e vem lecionando desde 2018, na pós-graduação, disciplinas em ecocrítica e literatura. Mais informações sobre a convidada: http://lattes.cnpq.br/5677570936101405

    Texto indicado pela convidada: SAVI, Melina Pereira. Looking to Ursula K. Le Guin’s The Word For World Is Forest to find ways to respond to the Dilemmas of the Anthropocene. Ilha do Desterro, v. 74, nº 1, p. 533-551, Florianópolis, jan/abr 2021. Disponível em: https://doi.org/10.5007/2175-8026.2021.e75377